Como no review do Whammy DT acabei falando rapidamente sobre o The Drop, resolvi escrever um pouco mais sobre ele e apresentá-lo aos que ainda não o conhecem.

The Drop

Trata-se de uma versão MUITO simplificada do Whammy DT. A impressão que dá é que pegaram a parte de controle de afinação do DT e criaram esse pedal.

Whammy DT ao lado do The Drop

Se o seu objetivo é apenas baixar a afinação do seu instrumento (guitarra ou baixo), pode ir sem medo. Ele cumpre essa função, ocupa menos espaço e pesa bem menos que o seu irmão mais velho no pedalboard, 163 gramas o peso dele, para ser mais exato.

Obviamente que essa redução de espaço tem um preço, ele limita-se a baixar a afinação em semitons até uma oitava abaixo. Também consegue misturar o som dry/limpo com o da oitava ao mesmo tempo.

The Drop

A função momentary ainda existe, mas agora ela funciona de maneira invertida. Se no Whammy DT ela voltava para a afinação padrão, nesse pedal ela aplica o efeito momentaneamente. Ela é acionada por uma chave de liga/desliga, conhecida popularmente como “tic-tac”.

Um detalhe interessante é que além da fonte do fabricante que acompanha o pedal, você tem duas opções de pinos, o que facilita muito na hora de ligar em diferentes padrões de tomadas.

Fonte com os adaptadores do The Drop

Concluindo, é um excelente pedal, mais barato que o Whammy DT, simples e direto. Você quer baixar a afinação? Ele faz isso muito bem! Ocupa menos espaço que o seu irmão, vem com fonte e trás alguns recursos como a mistura do som limpo com a oitava e a função momentary. Além de facilitar a vida do guitarrista,baixista e vocalista em uma mudança de tom em uma música.

PS: Sim, quanto mais longe do tom original, maior a degradação do som. Cabe a você julgar o que é aceitável. Como eu uso até 1 tom, não tenho reclamações.

Leave a Reply